Estado de Alagoas

Ir para o conteúdo. | Ir para a navegação

» Página Inicial Sala de Imprensa Notícias 2019 Agosto 2019 Feira Orgânica eleva importância dos agricultores familiares e incentiva o consumo de alimentos naturais na mesa dos alagoanos
26/08/2019 - 09h08m

Feira Orgânica eleva importância dos agricultores familiares e incentiva o consumo de alimentos naturais na mesa dos alagoanos

Desde 2017, a Semarh vem facilitando o acesso da população a esses produtos

Feira Orgânica eleva importância dos agricultores familiares e incentiva o consumo de alimentos naturais na mesa dos alagoanos

Texto de Marcio Chagas e Alexandre Ferrari

 

No último domingo (18), quem passou pela orla da Ponta Verde, pode conferir a Feira Orgânica organizada pela Secretaria do Estado do Meio Ambiente e dos Recursos Hídricos (Semarh). Na oportunidade, agricultores de várias partes do Estado puderam comercializar produtos orgânicos da agricultura familiar.

Realizada no segundo domingo de cada mês, a Feira é uma opção para pessoas que buscam consumir alimentos livres de AGROTÓXICOS. São encontrados no espaço alimentos como banana, mamão, macaxeira, laranja, assim como ovos de capoeira, produtos derivados do milho, mandioca e até mesmo cosméticos e produtos orgânicos sustentáveis de uso pessoal.

A Feira teve seu início em 2017, com oito agricultores, entre eles o seu Roberval Pereira, do Assentamento Dom Hélder, localizado no município de Murici.

Segundo ele, a ação contribuiu para a valorização do trabalho destes agricultores que se preocupam em ter esse cuidado especial e diferenciado no cultivo dos alimentos. “A participação na Feira da mais visibilidade aos nossos produtos”, disse.

O agricultor contou ainda como são feitos os cuidados com as plantações sem o uso de agrotóxicos. Como por exemplo, o uso de defensivos naturais. “Nós usamos na plantação o extrato da pimenta malagueta para afastar formigas e lagartas. E para fazer a fertilização da terra, apenas o adubo feito com esterco e outros resíduos orgânicos, que chamamos de biofertilizantes. Dessa forma mantemos nossas plantações longe de agrotóxicos”.

De acordo com a gerente de Resíduos Sólidos da Semarh, Elaine Melo, muitas pessoas ainda desconhecem onde encontrar tais produtos e imaginam ser algo muito difícil de achar em Maceió.

“A Secretaria tem esse objetivo de divulgar os produtores orgânicos, o trabalho deles e ajudar na comercialização. Até porque todos eles possuem autorização de uma certificadora ou do Ministério de Agricultura, Pecuária e Abastecimento. Então há uma segurança na procedência dos alimentos”, explicou.

Com o intuito de trabalhar os conceitos da sustentabilidade, que são: econômico, social e ambiental, a Semarh apoia os agricultores com as ações nesses três pilares do desenvolvimento sustentável.

A Secretaria oferece oficinas aos produtores, que agregam valores aos seus produtos e melhoram a condição ambiental em suas localidades, como o programa de Recuperação de Nascentes.

Segundo a Organização das Nações Unidas para a Alimentação e a Agricultura, mais de 80% da comida produzida no mundo vêm da Agricultura Familiar.

Ações do documento