Estado de Alagoas

Ir para o conteúdo. | Ir para a navegação

» Página Inicial Sala de Imprensa Notícias 2015.1 Em 2017, Semarh encerrou 47 lixões e perfurou mais de 600 poços
22/12/2017 - 09h05m

Em 2017, Semarh encerrou 47 lixões e perfurou mais de 600 poços

Investimentos do Governo de Alagoas também contribuíram com a população a conviver com a estiagem

Em 2017, Semarh encerrou 47 lixões e perfurou mais de 600 poços

Perfuração de Poços contribuiu com a população na convivência com a seca (Foto: Ascom Semarh)

Texto de Nigel Santana e Débora Rosset

A Secretaria de Estado do Meio Ambiente e dos Recursos Hídricos (Semarh), em 2017, manteve o ritmo de trabalho em prol da população e conseguiu dar uma atenção maior à população alagoana.

Neste contexto, destacam-se os avanços da pauta sustentável e hídrica, com investimentos próprios do Governo de Alagoas, bem como recursos do governo federal que foram destravados na gestão do secretário Alexandre Ayres.

Desde 2015, os programas hídricos vêm beneficiando mais de 200 mil pessoas com acesso à água em todas as regiões de Alagoas. O fortalecimento das ações para convivência com a estiagem nos municípios do semiárido também foi uma constatação.

Para se ter uma ideia da aplicação dos investimentos da Semarh este ano, mais de 600 poços artesianos foram perfurados em todas as regiões. Vale ressaltar que esta atividade ocorre pelo Programa de Perfuração de Poços, desenvolvido com recursos do Governo de Alagoas, bem como pelo Programa Água Para Todos, conveniado junto ao Ministério da Integração.

Por fazer destaque ao Água Para Todos, tem sistema de abastecimento simplificado, que leva água à porta das residências em 12 municípios do semiárido.

Para o secretário Alexandre Ayres, poder garantir água à população é dar independência a um povo que sempre dependeu de carros-pipa e conviveram com a escassez de um recurso tão primordial.

“Conseguimos manter, em 2017, o avanço dos serviços que são de competência da Semarh. No que diz respeito à água, seguimos recuperando nascentes, perfurando poços, trabalhando para implantar sistemas de abastecimento e dessalinizadores”, disse o secretário.

Mais de 100 nascentes foram recuperadas e numa parceria com o Ministério do Meio Ambiente, o Programa Água Doce assegurou o funcionamento de 58 sistemas de dessalinização, que permite filtrar a água salinizada e torna-la apta ao consumo humano, nas regiões Agreste e Sertão.

Meio ambiente

O encerramento dos lixões ganhou notoriedade em 2017. Graças ao planejamento da Secretaria de Estado do Meio Ambiente e dos Recursos Hídricos, 43 vazadouros foram encerrados e os municípios passam a destinar seus resíduos de forma adequada.

Vale ressaltar que até 2014, apenas Maceió encaminhava sua produção de resíduos para aterro sanitário. Em paralelo ao fechamento dos lixões, a Semarh também atua na capacitação dos municípios. Atualmente, 78 já foram capacitadas com a coleta seletiva.

A campanha recolhimento de pneus, numa parceria com a Defesa Civil Estadual, conseguiu retirar de circulação mais de 10 mil pneus sem serventia e que estavam descartados de maneira inadequada. 

“Com um planejamento seguido à risca, os lixões, considerados grandes problemas ambientais estão sendo desativados em Alagoas. São mais de 40 finalizados e em 2018, a política de resíduos manterá seu avanço”, garante o secretário Alexandre Ayres.

Ações do documento

banner_lai+sic_LATERAL-01.jpg
banner_lai+sic_LATERAL-02.jpg

banner_GERAL_LATERAL_sic-plone3.jpg

banner-transparencia.png

ANA

OUVIDORIA SEMARH 2.png.jpeg

boletim-hidrologico.png

RGA2.png

residuos solidos.png.jpeg

BannerBlog.png

IMA